Fechar

Acesso exclusivo

Esqueceu sua senha?

Esqueceu sua senha?

<< Voltar

MARQUE SUA CONSULTA


DERMATOLOGIA

SERVIÇOS

Estética
Ver mais
/Estética

Cicatrizes de Acne

As cicatrizes de acne são oscilações no nível da pele, muitas vezes acompanhadas por marcas escuras ou avermelhadas. São aspectos pouco estéticos que permanecem na pele, frequentemente no rosto, após a formação e desaparecimento de espinhas, restando apenas cicatriz. Na linguagem popular são chamadas de “furinhos” e, na maioria das vezes, envergonham homens e mulheres, jovens e adultos.

O processo inflamatório que acontece no local das lesões é o que causa as cicatrizes de acne, principalmente, quando o grau de inflamação seja expressivo ou existam lesões profundas. Muitas vezes, ele pode ser agravado quando a pessoa aperta ou coça a área afetada por cravos e espinhas ou, quando ainda tenta espremê-los.

Tratamento para Cicatrizes de Acne

O tratamento de cicatrizes não é uma tarefa fácil. Consegue-se atingir excelentes graus de melhora, mas não se pode garantir o desaparecimento completo, mesmo com o uso de avançadas tecnologias. No caso de vestígios superficiais, o melhor tratamento é o laser fracionado que induz a produção de colágeno para preenchimento da lesão. Alguns exemplos de lasers fracionados são: o COfracionado e o erbium glass 1550, que amenizam as marcas agindo em nível profundo da pele. Existem ainda tratamentos como o preenchimento com ácido hialurônico, em cicatrizes “rasas”; a subincisão, técnica cirúrgica que corrige, além de cicatrizes de acne, outros relevos e celulite.

Para a pele negra os lasers podem ser contraindicados, devido ao risco de queimaduras e manchas, por isso, utiliza-se a indução percutânea de colágeno, com o microagulhamento, um aparelhinho com pequenas agulhas que fazem microperfurações na pele, estimulando a produção de colágeno.

Após os primeiros tratamentos, ainda há que se ter muitos cuidados e talvez até realizar novos procedimentos. Como já foi mencionado, tratar as cicatrizes de acne é um verdadeiro desafio e exige paciência e dedicação.

Após o tratamento finalizado

Após o tratamento com o laser fracionado, por exemplo, a pele pode ficar vermelha, inchada (em alguns casos), escurecida, apresentar uma sensação de ardência. Como o laser é ablativo, também se formam casquinhas. Os efeitos pós-tratamento vão desaparecendo durante uma semana, dando origem a uma pele mais bonita e uniforme. O “novo colágeno” começa a ser formado a partir da terceira semana.

O paciente deve restringir qualquer atitude que possa irritar ainda mais a pele no período de recuperação, principalmente, não retirando manualmente as “pelinhas” ou realizando aplicação de produtos não estipulados pelo médico dermatologista, como ácidos e cosméticos.

Atitudes equivocadas podem gerar machas escuras, dentre outros danos. Os resultados obtidos, geralmente, são duradouros e satisfatórios, mas o paciente deverá manter o acompanhamento com profissional especializado, utilizando os produtos prescritos para a progressiva melhora da pele.

Tipos de Vestígios de Acne

Existem diversos tipos de vestígios da acne. As cicatrizes atróficas são as que geralmente deixam cavidades na pele.  São proporcionadas por acne severa, varicela, outras doenças ou por cirurgias e acidentes, resultando na perda de tecidos. As marcas distensíveis são as que “somem” quando esticamos a pele, portanto, mais superficiais. São chamadas de hipertróficas as lesões geradas pelo próprio corpo com a produção excessiva e irregular de colágeno, deixando a pele com textura elevada. Os sinais que se assemelham à pontos pequenos, fundos e uniformes são os ice-picks, que podem, inclusive, apresentar aparência esbranquiçada. Essas são as formas mais comuns de cicatrizes de acne. Após detectar qual é o tipo de cicatriz e o tipo de pele, o dermatologista irá recomendar o melhor tratamento, de acordo com cada paciente.

Ao tratar as espinhas em fase inicial, conseguimos prevenir contra o aparecimento das temidas cicatrizes. Existem produtos e remédios que auxiliam no controle dessas formações na pele e controlam a oleosidade. Mesmos nos casos mais graves de espinhas e cravos, é possível agir preventivamente, através de determinados tratamentos.

É preciso tomar cuidado com fórmulas caseiras milagrosas. Muitas vezes, elas podem causar alergias, manchas, dentre outros danos à pele. Todo procedimento deve passar por acompanhamento e crivo médico.

/comentários